Mesmo após a laqueadura das trompas, você pode se arrepender e procurar por tratamento de Reversão da Laqueadura Tubária, através de microcirurgia, seguida de sessões de hidrotubação.

 

      Microcirurgia para

Recanalização das trompas

Trompa sendo recanalizada

 

 

                   trompa laqueada, ou "cortada", antes da cirurgia...

logo andre.png

 

 

                                 ... trompa depois da recanalização.

 

 

trompa antes da cirurgia, a pinça aponta para onde foi cortada na ligadura.
trompa depois de operada, veja um fio como guia para recanalização

 

 

Video da microcirurgia praticada pela equipe do Dr.André Vaz, utilizando técnica modificada, e que aumentou os índices de desobstrução pós-cirúrgica, garantindo maiores índices de gravidez. 

    As três muralhas da recanalização tubária:

 

São muitas as variáveis no resultado de uma cirurgia, mas existe o que se pode resumir em acontecimentos previsíveis, ou encruzilhadas já conhecidas. No caso da cirurgia para Recanalização  Tubária, costumo dizer que são três, as principais muralhas para se chegar a vitória, e comemorar com o seu bebê. 

 

Tudo começa no dia em que você fez a sua ligadura das trompas. 

 

 

 

 

 

Não sei por que, e isso acontece com frequência, muitos colegas médicos têm retirado porções extensas das trompas, ato DESNECESSARIO, e a OMS (Organização Mundial da Saúde) e a FIGO (Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia) que o digam, prejudicando muito o resultado e o sucesso da cirurgia para Recanalização Tubária. Sem falar nos verdadeiros "barbeiros", que MUTILAM as trompas das pacientes, crime de lesão corporal gravíssima, segundo o Código Penal, artigo 129.

 

Mas digamos que você foi submetida á técnica de Pomeroy, a mais utilizada, e que garante á paciente a certeza de não engravidar, mas permite a chance de reversão da laqueadura. Nesta técnica, só se retiram 2,5cm de cada trompa, porção essa que é retirada do meio da trompa, nem tão perto do útero, e nem tão perto das fímbrias (as famosas mãozinhas das trompas). Nesse caso vocêjá passa DIRETO para a segunda muralha. Percebeu? A atitude de um profissional interfere DIRETAMENTE no resultado á se esperar, e sendo esse profissional bem qualificado, você está LIVRE para escolher o arrependimento, com grandes chances de reverter o quadro.

 

 

 

 

 

O fato do sangue proveniente do próprio local da cirurgia, vir á "entupir" a luz da trompa, já que o sangue funciona como uma "cola", é passível de acontecer. Aqui mais polêmica. Se perguntarmos a muitos ginecologistas se isso acontece, todos concordarão que é possível. E se perguntarmos se existe como evitar, a maioria dirá que não, mas sabendo que o próprio organismo toma a providência de retirar o sangue do interior da trompa, já que ali se trata de um orgão com luz. Certo. Mas se aguardamos isso acontecer, como muitas, apenas 30% das trompas estarão "abertas" depois de três meses. Uma estatística pobre, responsável pela má fama desta cirurgia, levando muitas pacientes á recorrerem á FIV, perdendo a chance de uma gravidez natural. 

 

Mas nesta "muralha" as nossas pacientes recebem um tratamento clássico, que aprendi há 28 anos na UFF, com o honrado Professor Altamiro Vianna, e venho praticando desde então, chamado HIDROTUBAÇÅO. Nesse caso observamos 80% das pacientes com trompas desobstruídas após a cirurgia (excluindo as mutiladas). 

 

 

 

 

 

Aqui eu digo que será a paciente engravidar no período de 2 meses á 2 anos após a cirurgia. Nesse período, observamos num grupo de dez pacientes operadas (excluindo as mutiladas!), sete pacientes grávidas e três não. Dessas três, todas terão as trompas perfeitas, desobstruídas, mas, sem o movimento das trompas. Neste caso as trompas não se movem, e então não "pegam" o óvulo na ovulação. Aqui acrescento que, depois de modificar detalhes da técnica cirúrgica (ASSISTA O VIDEO ACIMA), nossa equipe observou um aumento na incidência de gravidez pós- cirurgia. Isto não aconteceu por um acaso, pois foi fruto de vários anos de trabalho, e centenas de Tuboplastias realizadas, nas pacientes que tomaram conhecimento dessa cirurgia pelo RJ TV, na véspera do dia das mães do ano 2000. As cirurgias eram realizadas através do SUS pela nossa equipe, no Hospital das Freiras de São Gonçalo. 

 

 

 

Lancei na web um apelo, para que as pacientes que forem recorrer á laqueadura, não corram o risco de serem mutiladas, e que se utilizem de um documento chamado TERMO DE CONSENTIMENTO POS-INFORMADO, onde deverá constar a Técnica de Pomeroy, como opção para a ligadura das trompas. Informe-se. Discuta. Defenda o seu direito. Afinal de contas, o mundo é das mulheres! dr andre vaz 

 

 

 

OBS: pacientes interessadas na cópia do modelo para o Termo de Consentimento, solicitem gratuitamente pelo e mail: trompaobstruida@gmail.com

 

 

A primeira muralha

A segunda muralha

A terceira muralha

Venha nos visitar...

Não deixe de ler os comentários das pacientes operadas...